quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Município possui mais de nove mil surdos-mudos

A cidade de Juazeiro do Norte, possui atualmente 9.755 surdos, sendo que a maioria, não dispõem de qualquer assistência por parte de órgãos oficiais, pela carência de intérpretes de libras.

Os dados são do Instituto Transformar (INTRA), entidade filantrópica (sem fins lucrativos), que há dez anos, presta assistência em diferentes aspectos junto à comunidade surda (deficientes auditivos) da região do Cariri, através de sua equipe de intérpretes voluntários, realizando trabalhos voltados principalmente, para a educação e saúde, incluindo convênios com clínicas médicas especializadas. A sede fica localizada na Rua Dom Bosco, nº 110, bairro Franciscanos.

O presidente eleito José Cláudio Barbosa, informou que o INTRA realizam 

ainda, cursos didáticos, exposições, feiras culturais, educacionais e demonstrações artísticas, cursos profissionalizantes em diversas áreas, como mecânica, gráfica, agricultura, cozinha, alimentação e outros, objetivando a sua sustentação, como por exemplo, edição de livros, revistas e outros materiais didáticos, produção de alimento, consertos de máquinas e outros equipamentos.

Procuramos conscientizá-los que eles são capazes e têm condições de chegar em qualquer setor de trabalho e desempenhar suas atividades igual ou até melhor do que qualquer ouvinte´, diz José Cláudio.

Ele adianta que a partir do próximo ano, o Instituto Transformar vai abrir cursos específicos para todos aqueles que desejam ser voluntários, a partir de 16 anos de idade, visando aumentar o seu quadro de intérpretes. ´Os participantes desses cursos aprendem a se comunicar, se tornando um profissional intérprete qualificado, tendo em vista que em Juazeiro do Norte, existe um déficit muito grande para atual no mercado de trabalho. Estamos precisando de muita gente que para aprender a libra para ser um profissional´, lembra.

De acordo com José Cláudio o aluno-surdo freqüenta o INTRA nos períodos da manhã, tarde e noite, recebendo aulas de reforço na linguagem libra. Contam no momento com uma média flutuante entre 150 e 180 alunos. Depende do horário, Mas incluindo os alunos assistidos externamente, ou seja, aqueles que são acompanhados por intérpretes, quando precisam ir para entrevistas de empregos ou para resolverem qualquer outro assunto, chega a mais de 500.

A equipe do Instituto Transformar, além de intérpretes, é formada também por assistente social (Maria Cleide).

A idéia de se criar o Instituto Transformar, surgiu a a partir de um trabalho desenvolvido pelo Seminário Batista do Cariri, junto aos surdos.

O número de pessoas portadoras de deficiências auditivas cresceu rapidamente de tal forma que preciso fundar essa entidade, que pretende agilizar parcerias com diversos órgãos, no sentido assegurar e ampliar o trabalho realizado pelo INTRA junto aos surdos e seus familiares.


FONTES: Site Miséria - Aconteceu, tá no Miséria

Nenhum comentário: